Meu carrinho de compras
Carrinho Vazio
simplifique sua compra, faça login ou cadastre-se em nosso site
Lançamento

Pirita Cúbica (par) - 1,6 cm


Não disponível

Enviar
Avise-me quando estiver disponível
Informações do produto

As peças únicas de pirita cúbica (par) (como a das fotos) da G Minerais são materiais naturais brasileiros, catalogados, limpos e preparados com carinho para serem utilizados da forma que achar mais conveniente, seja para você ou para presentear alguém querido.

A seguir, você saberá a ficha técnica sobre a peça única do anúncio.

CARACTERÍSTICAS GERAIS

Produto Dois exemplares de pirita com forma cristalina cúbica não simétrica.
Termos (nomes) comerciais Pirita, ouro de tolo e ouro de tonto.
Nome científico (recomendado) Pirita.
Termos errados Nenhum.
Procedência Peru.
Natureza e aparência Natural, em estado bruto, sem corte, sem polimento e sem lapidação.

 

CARACTERÍSTICAS ESPECÍFICAS

Dimensões aproximadas Peça 1: 1,6 cm (maior dimensão) x 1,2 cm x 0,9 cm. Peça 2: 1 cm (maior dimensão) x 0,9 cm x 0,8 cm.
Peso aproximado Peça 1: 10 gramas. Peça 2: 4 gramas.
Classificação de tamanho AFMS Thumbnail (miniaturas de até uma polegada ou do tamanho de unha), conforme a AFMS (American Federation of Mineralogical Societies).
Tratamentos realizados Apenas limpeza da peça.
Fragilidade É um material resistente, mas pode se quebrar em uma eventual queda ou esforço manual.

 

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

Raridade ★★★★★☆ (razoavelmente rara), considerando amostras de qualidade similar, ocorrências geológicas e disponibilidade comercial pelo mundo.
Limpeza Como a peça já se encontra limpa, recomendamos não realizar nenhum outro procedimento de limpeza para que ela não se danifique.
Riscos à saúde É NECESSÁRIO manusear a amostra com cuidado e lavar as mãos após tocá-la, pois a mesma contém enxofre de baixa estabilidade química e poderá causar irritações na pele úmida. Não ingerir e não inalar seu pó.
Cuidados especiais Nenhum.
Amuletos e acessórios Por possuir baixa estabilidade química, a amostra poderá reagir com o suor, produzir ácido sulfúrico e possivelmente provocar irritações. Portanto, recomendamos para este fim apenas se não estiver em contato direto com a pele. Cabe ao usuário se responsabilizar pelo uso inadequado.
Lapidação A peça das fotos possui microfissuras ou características que podem comprometer uma possível lapidação. Cabe ao lapidador decidir, avaliar e arriscar a peça para tal fim.
Elixir Devido às impurezas e características químicas que os minerais carregam consigo, recomendamos realizar elixir APENAS pelo método indireto.
Outros usos Consulte nossa equipe para solicitar informações específicas

 

*Responsável técnico pela catalogação do exemplar anunciado: mineralogista Rafael Gonçalves Silva, da G Minerais.

 

CONTEÚDO EDUCATIVO (LEITURA OPCIONAL)

Devido às infinidades de informações duvidosas que são distribuídas na internet, a G Minerais preparou tópicos especiais com curiosidades sobre nossos minerais com o objetivo de compartilhar apenas aquilo que temos certeza com vocês.

A finalidade das informações a seguir é totalmente educativa, resumida e escrita pelos nossos especialistas, e todos os detentores dos direitos autorais e suas obras são citados ao longo das informações, conforme previsto por lei.

 

CURIOSIDADES CIENTÍFICAS

Sobre a pirita cristal:

A pirita é sulfeto de ferro, contendo muitas vezes ouro. Ocorre geralmente na forma de cubos, também octaedros, piritoedros e grãos ou massas irregulares. Possui cor amarelo, é opaca, seu pó é preto e o brilho é metálico.

Origem do nome pirita cristal:

Seu nome é derivado do grego pyr - fogo no português -, em referência ao seu intenso brilho e talvez por emitir fagulhas quando golpeada com aço. Ela é também conhecida como ouro de tolo. Foi apelidada por este termo não só devido às suas semelhanças com o ouro. No passado, muitas vendedores do metal precioso enganavam compradores misturando pequenas piritas mais amareladas em pepitas de ouro. Além disso, existia aqueles que acreditavam que as piritas eram ouro.

Algumas propriedades mineralógicas e curiosidades:

Nome científico Pirita.
Tipo e classificação Mineral da classe dos sulfetos, grupo da pirita, espécie mineral pirita.
Fórmula química e elementos químicos FeS2. Legenda: Fe (ferro) e S (enxofre).
Dureza na escala de Mohs Entre 6,0 a 6,5 (moderada a alta).
Densidade relativa 5,01 a 5,02 g/cm3 (muito pesado).
Principais utilizações no cotidiano Colecionismo, decoração, medicina integrativa, decoração, medicina complementar e medicina holística.

 

CURIOSIDADES TERAPÊUTICAS

Há milênios, acredita-se que os cristais possuem propriedades energéticas que auxiliam em tratamentos espirituais, mentais, emocionais e físicos. Cada cristal possui características específicas que amplificam, resgatam e favorecem o nosso desenvolvimento e nos ajudam a lidar com os desafios impostos pela vida.

Propriedades energéticas da pirita cristal:

Conforme pequenos trechos do livro 'O Caminho das Pedras' de Antônio Duncan, o autor descreve que a pirita (todas) como amuleto, é usada para atrair riqueza e prosperidade, e proteção contra perigos físicos e vibrações negativas. No livro 'A Bíblia dos Cristais' de Judy Hall, a autora descreve que ela é a pedra mais importante para a riqueza e prosperidade.

Para se aprofundar melhor no assunto e saber como utilizá-la, recomendamos procurar os profissionais especializados na área. A seguir, é possível verificar sua relação com diversas causas.

Chakras Sétimo (chakra coronário).
Fatores emocionais, mentais e psicológicos abundância, bem-estar, compreensão, depressão, expectativa, frustração, proteção etc.
Signos do zodíaco sem informações no momento.
Afinidades profissionais Cientistas e educadores.

 

CRISTAL, MINERAL, PEDRA OU ROCHA?
Você sabia que por vezes, os minerais são chamados de simplesmente cristais, rochas ou pedras? Criamos um tópico bem legal em nosso blog para explicar tudo de forma resumida e didática para você. Clique aqui para conferir!

Para saber quais são os livros e fontes que utilizamos para toda a escrita do conteúdo de nossas informações educativas, acesse a aba "Referências" na página atual ou nos consulte.